Contexto Minas Logo da marca

Projeto hidroagrícola JequitaÍ

Foto de pescador enfrentando a cheia do Rio Jequitaí

A implantação do projeto hidroagrícola Jequitaí é um das ações empreendidas pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) em Minas Gerais. A empresa, que está completando 49 anos nesta semana, atua em 343 municípios mineiros, abrangendo as bacias hidrográficas dos rios São Francisco, Pardo, Jequitinhonha, Mucuri e Araguari. O novo empreendimento se insere em um contexto regional de desenvolvimento, associado a outros projetos implementados pela Companhia no estado, como Jaíba, Pirapora e Gorutuba.

             De acordo com informações da Área de Desenvolvimento Integrado e Infraestrutura da Codevasf, está prevista, para o segundo semestre deste ano, a publicação de edital para Concessão de Direito Real de Uso (CDRU) de áreas públicas para viabilizar obras e serviços necessários à infraestrutura do Jequitaí, além de ocupação e exploração das terras.

            O projeto prevê a construção de dois barramentos: um para armazenar um volume estimado em mais de 500 milhões de metros cúbicos de água, e outro para possibilitar a distribuição de água para os canais de irrigação e regularizar a vazão do rio Jequitaí, permitindo o controle de cheias e evitando a inundação de áreas propícias à agricultura.

            Além disso, inclui a construção de um reservatório de água para garantir segurança hídrica a 19 municípios da região; a geração de 20 megawatts de energia e o aproveitamento agrícola por meio da irrigação, além de propiciar áreas para lazer, turismo, piscicultura e outras atividades.

            Com a CDRU das áreas públicas, segundo a Área de Desenvolvimento Integrado e Infraestrutura da Codevasf, o parceiro privado deverá investir cerca de R$ 1,5 bilhão, que abrangerá a conclusão das obras da Barragem I, a construção da Barragem II e do canal de irrigação do rio Jequitaí, a fim de permitir a regularização da vazão do rio e o aproveitamento do potencial hidrelétrico para consumo no âmbito do próprio projeto e a comercialização do excedente, assim como a própria implantação, operação e manutenção da infraestrutura de irrigação e a ocupação e exploração de terras.

Benefícios

            O Vale do Jequitaí, que fica entre as serras do Espinhaço e da Onça, no Norte de Minas Gerais, é um dos lugares com menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do estado. Com a implantação e conclusão do projeto Jequitaí, a população será beneficiada com abastecimento de água, potencial de energia elétrica e irrigação.

            A área de influência direta do empreendimento envolve 12 municípios mineiros, beneficiando uma população em torno de 600 mil pessoas nos municípios de Claro dos Poções, Engenheiro Navarro, Francisco Dumont, Jequitaí, Lagoa dos Patos, Várzea da Palma, Pirapora, Buritizeiro, Coração de Jesus, Joaquim Felício, Bocaiuva e Montes Claros.

            A área total do projeto é de cerca de 23,7 mil hectares, sendo 1,8 mil hectares de Área de Preservação Permanente; 4,5 mil hectares de Área de Reserva Legal e 17,4 mil hectares de área útil, das quais 10,2 mil são irrigáveis.

            A estimativa é que, quando concluído, o projeto hidroagrícola Jequitaí deverá produzir mais de 350 mil toneladas de alimentos por ano, gerando em torno de 100 mil empregos diretos e indiretos.

Veja Mais

Artigos Relacionados:

Centro de Grão Mogol, com a igreja e a praça da cidade.

Grão Mogol: a cidade das pedras e das águas encanta com sua história e belezas naturais

Localizada na parte mais alta da Serra Geral, no Norte de Minas Gerais, Grão Mogol é um destino que transborda belezas naturais, biodiversidade e uma rica herança ligada aos diamantes e ao período colonial dos séculos XVI e XIX. A história pulsante dessa cidade pode ser encontrada nas ruas e vielas, cuja pavimentação foi erguida com a mão de obra dos escravizados. Nas trilhas e

Augusto de Lima já contava com uma agência do Sicoob Credinor desde outubro de 2006, mas agora a cooperativa está de casa nova. A agência foi transferida para um novo endereço, instalada uma unidade mais moderna, ampla e ainda melhor preparada para atender a população da cidade e os clientes da instituição.

SICOOB CREDINOR – NOVO ENDEREÇO EM AUGUSTO DE LIMA

(*) Aurélio Vidal O Circuito Turístico da Serra do Cabral já é rota dos amantes do turismo de aventura. Por ali, são inúmeros os turistas que chegam em busca de novas experiências, usufruindo de um ambiente espetacular e exuberante. E dentre os municípios que compõem este importante circuito está a cidade de Augusto de Lima, localizada a 244 km da capital Belo Horizonte e a

Este fim de semana, vai ficar marcado por um dos maiores feitos na comunidade rural de Nova Matrona, na região do Alto Rio Pardo: aconteceu a inauguração do asfalto.

NOVA MATRONA EM FESTA – CHEGOU O TÃO SONHADO ASFALTO

(*) Aurélio Vidal Este fim de semana, vai ficar marcado por um dos maiores feitos na comunidade rural de Nova Matrona, na região do Alto Rio Pardo:  aconteceu a inauguração do asfalto. Finalmente, e após décadas de muito sofrimento com poeira e barro, um sonho antigo da população local foi concretizado. Após mais de 50 anos de espera, a comunidade rural de Nova Matrona, localizada

SOBRE A OBRA DA ECO 135

(*) Aurélio Vidal Tem gente batendo palmas para a gigantesca obra da ECO 135. Mal sabe esses incautos que são eles mesmo que estão pagando essa conta. Após assumirem a concessão sobre o domínio e EXPLORAÇÃO da BR 135, a empresa demorou mais de 5 anos para iniciar as obras que estavam estabelecidas no contrato inicial. Primeiro, implantaram as 5 PRAÇAS DE PEDÁGIO, exploraram o

Eu quero trazer uma reflexão para o povo norte-mineiro, em especial aqueles que vivem incrustados nos grotões das distantes comunidades rurais das 86 cidades que compõem a nossa região, assim como os moradores da periferia de Montes Claros.

A VELHA “SUGESTA” DA CAIXA D’ÁGUA – MECANISMO PERVERSO, SISTEMÁTICO E CRUEL

(*) Aurélio Vidal Eu quero trazer uma reflexão para o povo norte-mineiro, em especial aqueles que vivem incrustados nos grotões das distantes comunidades rurais das 86 cidades que compõem a nossa região, assim como os moradores da periferia de Montes Claros. Dezenas de caixas d’água estão estocadas em por órgãos públicos. Observem bem a situação de armazenamento dessas caixas d’água. São bens públicos, produtos novos

Centro de Grão Mogol, com a igreja e a praça da cidade.

Grão Mogol: a cidade das pedras e das águas encanta com sua história e belezas naturais

Localizada na parte mais alta da Serra Geral, no Norte de Minas Gerais, Grão Mogol é um destino que transborda belezas naturais, biodiversidade e uma rica herança ligada aos diamantes e ao período colonial dos séculos XVI e XIX. A história pulsante dessa cidade pode ser encontrada nas ruas e vielas, cuja pavimentação foi erguida com a mão de obra dos escravizados. Nas trilhas e

Augusto de Lima já contava com uma agência do Sicoob Credinor desde outubro de 2006, mas agora a cooperativa está de casa nova. A agência foi transferida para um novo endereço, instalada uma unidade mais moderna, ampla e ainda melhor preparada para atender a população da cidade e os clientes da instituição.

SICOOB CREDINOR – NOVO ENDEREÇO EM AUGUSTO DE LIMA

(*) Aurélio Vidal O Circuito Turístico da Serra do Cabral já é rota dos amantes do turismo de aventura. Por ali, são inúmeros os turistas que chegam em busca de novas experiências, usufruindo de um ambiente espetacular e exuberante. E dentre os municípios que compõem este importante circuito está a cidade de Augusto de Lima, localizada a 244 km da capital Belo Horizonte e a

Este fim de semana, vai ficar marcado por um dos maiores feitos na comunidade rural de Nova Matrona, na região do Alto Rio Pardo: aconteceu a inauguração do asfalto.

NOVA MATRONA EM FESTA – CHEGOU O TÃO SONHADO ASFALTO

(*) Aurélio Vidal Este fim de semana, vai ficar marcado por um dos maiores feitos na comunidade rural de Nova Matrona, na região do Alto Rio Pardo:  aconteceu a inauguração do asfalto. Finalmente, e após décadas de muito sofrimento com poeira e barro, um sonho antigo da população local foi concretizado. Após mais de 50 anos de espera, a comunidade rural de Nova Matrona, localizada

SOBRE A OBRA DA ECO 135

(*) Aurélio Vidal Tem gente batendo palmas para a gigantesca obra da ECO 135. Mal sabe esses incautos que são eles mesmo que estão pagando essa conta. Após assumirem a concessão sobre o domínio e EXPLORAÇÃO da BR 135, a empresa demorou mais de 5 anos para iniciar as obras que estavam estabelecidas no contrato inicial. Primeiro, implantaram as 5 PRAÇAS DE PEDÁGIO, exploraram o

Eu quero trazer uma reflexão para o povo norte-mineiro, em especial aqueles que vivem incrustados nos grotões das distantes comunidades rurais das 86 cidades que compõem a nossa região, assim como os moradores da periferia de Montes Claros.

A VELHA “SUGESTA” DA CAIXA D’ÁGUA – MECANISMO PERVERSO, SISTEMÁTICO E CRUEL

(*) Aurélio Vidal Eu quero trazer uma reflexão para o povo norte-mineiro, em especial aqueles que vivem incrustados nos grotões das distantes comunidades rurais das 86 cidades que compõem a nossa região, assim como os moradores da periferia de Montes Claros. Dezenas de caixas d’água estão estocadas em por órgãos públicos. Observem bem a situação de armazenamento dessas caixas d’água. São bens públicos, produtos novos

Quer ver mais conteúdos?

Assine Nossa Newsletter

E fique por dentro do contexto de Minas e de tudo que acontece no Brasil e no mundo.

Sicoob Credinor, há 35 anos olhando para o futuro.

Olá, visitante